Mantê-lo limpo: Social Media Screenings Ganho na popularidade


Mantê-lo limpo: Social Media Screenings Ganho na popularidade

Pense duas vezes antes de reclamar do seu chefe no Twitter ou postar fotos de seu fim de semana no Facebook. Pode custar-lhe o seu trabalho. De acordo com um estudo da CareerBuilder, 70% dos empregadores usam as mídias sociais para selecionar os candidatos antes de contratá-los, acima dos 60% em 2016 e 11% em 2006.

Muitos empregadores também estão indo um passo adiante. Quase 70% dos gerentes de contratação estão usando mecanismos de busca on-line como Google, Yahoo e Bing para pesquisar candidatos.

Os gerentes de contratação analisam as contas de redes sociais por vários motivos, mas muitos empregadores querem ter certeza de que o candidato será um candidato. bom ajuste com sua companhia. "Como tendemos a ver nossas contas pessoais de mídia social como 'pessoais', há uma boa chance de que, ao visualizar o perfil de alguém, você tenha um vislumbre de sua personalidade além do currículo", disse DeeAnn Sims, fundador da SPBX.

Nota do Editor: Procurando por software de recrutamento para o seu negócio? Para ajudá-lo a escolher o aplicativo certo para você, use o questionário abaixo para que nosso site irmão, a BuyerZone, forneça gratuitamente informações de vários fornecedores:

Enquanto o medo de ter algo embaraçoso ou negativo descoberto pode seduzir alguns candidatos a apagar completamente sua persona online, os empregadores dizem que a estratégia pode sair pela culatra para muitos candidatos a emprego.

Um quarto dos gerentes de contratação espera que os candidatos tenham algum tipo de presença online e quase 60% são menos propensos a chamar alguém para uma entrevista, caso não consigam encontrá-lo online.

Quer seja intencional ou não, isso sempre parece que você tem algo a esconder, disse Sims. Ou você especificamente tomou medidas para se certificar de que você não pode ser encontrado, ou você está usando um apelido infantil - nenhum dos quais se sente muito profissional.

O estudo da CareerBuilder descobriu que 61% dos empregadores realizam exames sociais para procurar informações que apóiem ​​as qualificações de um candidato, 50% querem garantir que o candidato tenha uma persona profissional on-line. e 37% querem ver o que outras pessoas estão postando sobre o candidato. Apenas 24 por cento dos entrevistados verificam as mídias sociais para procurar por razões para não contratar alguém.

Ter suas páginas de mídia social investigadas valeu a pena para muitos candidatos a emprego. A pesquisa mostra que 44 por cento dos gerentes de contratação encontraram conteúdo em um site de rede social que os levou a contratar o candidato. Especificamente, 38% disseram ter encontrado informações que apóiam as qualificações profissionais do candidato, 37% descobriram que o futuro funcionário tinha grande capacidade de comunicação e 36% estavam impressionados com sua imagem profissional. Além disso, 35% acharam um candidato com excelente criatividade.

Para saber mais sobre o que postar on-line para otimizar sua procura de emprego, leia este guia do Mobby Business

O que evitar nas redes sociais.

Candidatos postaram fotos provocativas ou inapropriadas, vídeos ou informações.

  1. Candidato postou fotos de si mesmos bebendo ou usando drogas.
  2. Candidato teve comentários discriminatórios relacionado a raça, gênero ou religião.
  3. Candidato fala mal de sua empresa anterior ou de colegas de trabalho.
  4. O candidato mentiu sobre suas qualificações.
  5. Candidato tinha pouca habilidade de comunicação.
  6. Candidato estava ligado ao comportamento criminoso.
  7. Candidato compartilhou informações confidenciais de empregadores anteriores.
  8. O apelido do candidato não era profissional.
  9. O candidato mentiu sobre uma ausência.
  10. Candidato postado com muita freqüência.
  11. Os profissionais não devem facilitar a garantia de que sua presença on-line seja positiva quando conseguirem um emprego. O estudo constatou que 51% dos empregadores usam sites de redes sociais para pesquisar funcionários atuais. Desses, 34% encontraram conteúdo que os levou a disciplinar ou mesmo demitir um funcionário.

O estudo foi baseado em pesquisas de 2.300 gerentes de contratação e profissionais de recursos humanos em diversos setores e tamanhos de empresas no setor privado.

Algumas entrevistas com fontes foram conduzidas para uma versão anterior deste artigo.


10 Empresas exclusivas para a venda agora

10 Empresas exclusivas para a venda agora

Introdução Nem toda grande ideia de negócio tem de ser sua. Às vezes, faz mais sentido comprar um negócio já estabelecido. Aqui estão dez empresas interessantes para venda no site BizBuySell.com agora mesmo. Escola de artes cênicas de Las Vegas - Las Vegas Alguns dos melhores filmes de maioridade foram criados em escolas especializadas em artes ( “Fama”, alguém?

(O negócio)

10 Ideias de negócio únicas para o inspirar em 2018

10 Ideias de negócio únicas para o inspirar em 2018

Negócios exclusivos Os melhores negócios são iniciados como um meio para preencher uma necessidade. Sua inspiração tende a vir de enfrentar um problema e perceber que uma solução ainda não existe, ou criar uma demanda por um serviço que as pessoas precisam, mas que nem sabiam que queriam. É assim que empresas inovadoras como essas são bem-sucedidas, estejam revolucionando o modo como as pessoas fazem compras ou relembrando como a adoção de animais de estimação pode funcionar.

(O negócio)