Medição continua sendo o ingrediente em falta no marketing


Medição continua sendo o ingrediente em falta no marketing

Os departamentos de marketing business-to-business (B2B) de hoje compreendem a necessidade de passar da análise da adivinhação para uma abordagem mais voltada para os dados. Em uma pesquisa recente, 80% dos profissionais de marketing disseram que esperam dedicar mais tempo à métrica de marketing em 2012 do que antes.

No entanto, muitos deles ainda não estão medindo os resultados de seus esforços. Quase 37% deles não rastreiam a receita gerada por suas campanhas, o que impede que o marketing realmente mostre seu valor para a organização.

Por quê? Quase 40% dos entrevistados disseram que não têm tempo ou recursos para criar e analisar relatórios. A pesquisa da Pardot, que fornece software de automação de marketing baseado na nuvem, pediu a dezenas de profissionais de marketing B2B sobre seus programas, incluindo o que eles medem, como eles fazem e padrões para leads qualificados.

Um em cada cinco profissionais de marketing Pesquisadores disseram que não medem os leads de marketing, enquanto 30% não estão rastreando métricas avançadas como leads de marketing. Mais de um terço (35%) dos profissionais de marketing disseram que não estão usando carinho para leads menos qualificados e quase 30% não têm as ferramentas necessárias para rastrear leads ao longo do ciclo de vendas.

[10 maneiras de aproveitar ao máximo de leads de vendas]

No lado positivo, porém, a própria qualificação de leads se tornou mais rigorosa. Quase 85% dos profissionais de marketing estão exigindo que os leads atendam a um determinado conjunto de critérios, como cargo ou setor, antes que possam ser passados ​​para as vendas, e mais da metade relatou o uso de um conjunto complexo de qualificadores que incorporaram fatores demográficos e atividade de liderança.

Como as ferramentas de relatórios de campanhas de marketing se tornaram mais sofisticadas, o tipo de métrica percebida como valiosa parece estar mudando, segundo a pesquisa. Cerca de 33% dos profissionais de marketing concordaram que os leads qualificados de marketing (MQLs) são a medida mais importante a ser medida, e as oportunidades de marketing contribuíram para a segunda posição; Menos métricas focadas em receita, incluindo tráfego de sites e visualizações de páginas, foram vistas como menos importantes. "Alguns resultados da pesquisa foram surpreendentes, mas outros são bastante encorajadores", disse Adam Blitzer, co-fundador e COO da Pardot. "No ambiente de pequenas empresas de hoje, é crucial que os profissionais de marketing entendam o que funciona e o que não funciona, para que os programas possam ser aprimorados e as previsões refinadas. Estou animado em ver que mais profissionais de marketing B2B estão caminhando nessa direção".


Como iniciar um negócio de fotografia

Como iniciar um negócio de fotografia

Seu próprio negócio de fotografia é uma ótima maneira de adicionar uma segunda renda ou uma renda principal, se você trabalhar duro. Embora o mercado de fotografia seja competitivo, muitos proprietários de empresas de fotografia conseguiram encontrar seu nicho e construir uma carreira sustentável. Como a maioria dos empreendimentos criativos, você precisa equilibrar sua paixão pela fotografia com habilidades reais de negócios para ser bem-sucedido.

(O negócio)

Microsoft Office 365 Pessoal: Mais Acessível para Pequenas Empresas

Microsoft Office 365 Pessoal: Mais Acessível para Pequenas Empresas

Uma assinatura nova e individualizada do Microsoft Office 365 pode ser um benefício para os proprietários de pequenas empresas. Na semana passada, a Microsoft anunciou a estreia do Office 365 Personal, uma maneira mais acessível para usuários individuais acessarem o pacote de produtividade na nuvem. Os assinantes podem instalar e usar o Microsoft Office 365 em um computador desktop e em um tablet por US $ 70 por ano, ou US $ 7 por mês.

(O negócio)